27 janeiro 2014

Na calada da noite..

"E eu sou forte a maior parte do tempo...
Sou forte quando trabalho, estudo, leio, me socializo...
Mas é na calada da noite que eu me sinto rendida por você.
Na calada da noite seu sorriso, seu cheiro, o seu olhar me vem na mente... sinto você perto de mim, sinto você me tocar e me abraçar como antigamente e é nesse momento que eu me torno indefesa, que fico enfraquecida pela sua ausência, pela falta do seu amor.
Você ainda faz parte de tudo que eu vivo, de tudo que eu planejo, sua lembrança permanece viva em meus pensamentos, em meus sonhos...
Um amor quando é forte o bastante pra ser lembrado na calada da noite, é um amor puro, um amor que poucos conseguem ter...
Às vezes eu desejo não sentir mais esse amor, outras eu sinto como se esse amor me mantesse em pé...
Na calada da noite eu me lembro de você e só me esqueço quando eu começo a adormecer.."

 (De minha própria autoria, todos os direitos reservados.)

E vocês, também sentem que na calada da noite os sentimentos afloram?!

Beijos e até breve!!

~ Débora Godinho.

Um comentário:

  1. Olá Dé!
    Concordo contigo. A noite ou mesmo quando estamos sós. Nós e nossos pesamentos são nossos acalantos os momentos em que nos abrimos e podemos ver nossas almas!

    Lindo teu texto!
    Abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]