17 março 2017

Cantiga Matinal

Boa noite.

Cantiga Matinal 


Eu me perdi na imensidão da paz
Contemplei toda plenitude da paisagem
O silêncio da madrugada
Também a quietude do amanhecer

Onde tudo se renova
O renascer das esperanças
O sol que vem chegando de mansinho
Cheio de energia

Os pássaros assobiam uma canção
Que invade meu espírito
Enchendo de alegria

Até aquele sorriso
Brotar aos poucos
Alcançando o brilho nos olhos.

Abraços.

     Ótimo fim de semana.

                        Isa Espinosa.

10 março 2017

Alucinações Vespertinas

Boa tarde.

Alucinações Vespertinas

Foto: Luiz Carlos Vaz.

Foi no entardecer
Que resolvi me perder 
Em uma insana criação 
Sem nexo algum

Conectando meus pensamentos
Aos sentimentos latejantes
Que insistem em existir
Mesmo que sem razão alguma

Ultrapassei as fronteiras da lucidez
Em sonhos ávidos
A procura da realidade

Encontrei em mim 
Outras personalidades
Sempre em transformação.

   Abraços.

       Ótimo fim de semana,

                           Isa Espinosa.


24 fevereiro 2017

Anjos de Quatro Patas

Boa noite.


Anjos de Quatro Patas

Imagem: Google.
Poesia dedicada à Gabi.


Hoje seria impossível não falar em ti
Mesmo com versos encharcados de saudade
Como não falar de toda companhia e carinho
Que tive nestes anos todos

Minha alma repleta de lembranças
De cada carinho recebido
Que já estás fazendo uma tremenda falta
Isso é inevitável

Porém aprendi tanto nesses anos de convivência
Que nem ouso te chamar de animal
Tanta doçura e carinho num serzinho só

Que se transformou em estrela
Deixou uma marca em nossas vidas
Pra toda eternidade.

       Ótimo fim de semana.

                                  Abraços.
     
                                          Isa Espinosa.

17 fevereiro 2017

Sentimentos Censurados

Boa noite.

Sentimentos Censurados

Foto: Luiz Carlos Vaz.


Me escondi dentro dos livros
Refugiei na métrica perfeita
No ponto mais distante do horizonte
Para deste sentimento fugir

Senti a cadência das ondas do mar
Que pareciam ironizar minhas angustias 
Transformar tudo em um molejo
Achando graça da minha importância exagerada

Sondando detalhadamente
Cai na gargalhada...
Flagrando meus pensamentos insensatos

Marquei esse delírio no papel
Como tatuagem na minha alma
Como verso reprendido querendo liberdade.

  Abraços.

      Ótimo fim de semana.

                        Isa Espinosa.


Design por Amanda
[ voltar para o topo ]