17 fevereiro 2014

Na imensidão do dia

Boa Tarde caro leitor,
Como é bom estar neste começo de semana dividindo com você mais poema de minha autoria.

Imagem Google

Na imensidão do dia

As gotas que outrora caiam dos olhos
Tingindo os papéis sobre a escrivaninha
Perderam-se na imensidão avistada pela janela

Num momento de distração me pego sorrindo
Gotas escorriam pelas pétalas das flores
A doce harmonia da natureza cintilava meus olhos

Sim, lá fora chovia, aqui dentro não mais
Sem nada a perder, pus-me a sentir as gotas sobre mim
Gelada sensação, calor corrompendo o coração
Em minha face escorria alegria e emoção

Ao meu lado, a vida florindo no trinado alegre dos  pássaros 
Os beija-flores na varanda contemplavam o néctar floral
E, eu me libertava nessa imensidão conhecida por vida!


Desejo que tenhas uma boa semana, até a próxima.
Um fraterno abraço a ti

3 comentários:

  1. Adorei! Obrigada por esse refresco em plena segunda-feira!

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema, Ildo! Encantada com a tua sensibilidade! :) Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Gotas lindas!!!!! Adorei o poema mocinho!!! ;))

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]