05 fevereiro 2014

Para "John"...

Imagem: We Heart it
 
Às vezes dá aquela louca vontade de falar, sabe? Gritar para o mundo e deixar que todos saibam que você existiu um dia, que num passado nem tão distante assim nós fomos um. Você chegou como quem nada queria, lembra? E talvez não quisesse mesmo, porque o que aconteceu também não estava nos meus planos. Mas, quem controla o sentimento, domina o coração?

Conversas diárias, sorrisos, gentilezas, carinhos... E, de repente, a ansiedade para ter cada vez mais de nós se fez presente em você e em mim. As manhãs e as noites já não eram as mesmas se não estivéssemos "juntos", ainda que separados por milhares de quilômetros. Foram tantas palavras, tantos silêncios e, quando me dei conta, eu já não tinha meu coração, você havia tomado posse dele. Dos meus dias, do meu mundo.

Foi aí, perdendo o controle dos sentimentos, que o medo ganhou espaço entre nós; que o silêncio, antes cumplicidade, ganhou o viés da indiferença, da "obrigação"; que a espontaneidade das palavras perdeu terreno para os monossílabos de cortesia: "bom dia", "boa noite"; que a insegurança falou mais alto que o amor que nascia; e que, por fim, a gente se perdeu...

Hoje só Te tenho nas minhas lembranças e na saudade enorme que trago no peito. Saudade que dói, sufoca, mas que alegra também, porque sei que de algum modo você a sente igual. Fomos um, eu sei. Com você, só com você, eu fui mais do que poderia ser ou serei um dia. E só por isso Te guardo em segredo, pois sei que falar sobre isso para alguém é tirar a verdade do que vivemos, é ter que encarar que, talvez, e só talvez, aqueles dias tenham sido somente uma doce ilusão.
***
"É por isso que não conto ás pessoas sobre nós. Eles não iriam entender, e não necessidade de explicar, simplesmente porque sei em meu coração como foi real. Quando penso em você, não posso deixar de sorrir, sabendo que você me completa." - Querido John (Nicholas Sparks)

***

Oi, poéticos!!! Esse texto é novinho e foi inspirado nas palavras (acima) de uma das cartas de Savanah para John. Quem já leu esse livro? É um dos mais lindos do Nicholas, na minha opinião, claro! :)
Espero que gostem!!
Beijinhos!!!

Malu

6 comentários:

  1. Oi Malu!!! é lindíssimo este livro! me apaixonei pela linda história desses dois!!! Fantástico teu texto!!!
    beijinhos!!!!!

    <3 <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Van!! Esse livro é lindo, né? E você não sabe como as tuas palavras sobre tudo o que escrevo me deixam feliz!! Obrigada! :) <3

      Excluir
  2. Posso falar? Amei Malu!!!
    Amanhã to indo no médico tirar o chip q Vc ta usando p monitorar meus pensamentos... Essa situação se encaixa tão perfeitamente na minha vida q parece q Vc sabe, q o John sabe, q o Nicholas sabe...
    E quem sabe num sabado desses todo mundo aqui possa saber pouquinho.
    Obrigada pelo texto lindo e por me dar inspiração para o meu.
    Bjo da sua gêmea.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ju, mana gêmea do meu coração!

      Adorei essa história do chip... hahaha... juro que não foi intencional!!! rs Mas fico feliz dos meus textos falarem assim ao teu coração!! :)

      Obrigada pelo carinho de sempre!! Beijos!!

      Excluir
  3. Lindo, lindo, lindo! Que perfeição Malu!!!
    E o livro é simplesmente maravilhoso!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cá, um dos melhores livros que já li!!!
      E obrigada, flor!!! <3

      Excluir

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]