06 março 2014

Amor de um Pierrot

Tinha olhos de gueixa minha bailarina 
Na minha avenida, apenas sua música tocava 
E ela dançava, dançava... me encantava de todas as formas que se podia imaginar!
Eu, triste Pierrot, pensei ter encontrado minha felicidade 
Pobre de mim, que esqueci que toda alegria tem seu fim
E lá se foi minha bailarina... Dançando, dançando... para longe de mim!



"Tristeza não tem fim, felicidade sim." (Vinicius de Moraes)


~Tatiane Trajano.

Um comentário:

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]