22 março 2014

O Porquê





E hoje voltou toda aquela dor.
Ouvi tua voz e vi a frieza do teu semblante dizendo que não queria falar comigo. E vi teu rosto virando em outra direção.
Senti novamente o meu peito apertado e aquela sensação terrível de falta de ar. Aquele sufocamento, toda aquela tortura voltou vividamente, como se tivesse acontecido hoje.
Fazia tempo que eu não lembrava tão claramente do teu rosto. deu para ver o brilho dos teus olhos apagado, seu sorriso escondido numa face sisuda que não era a sua. Deu para ouvir tua voz claramente. Eu não lembro de nada do que eu disse, mas jamais vou esquecer o que você falou: "Eu não quero falar sobre isso". E depois eu vi você novamente me dando as costas e indo embora por aquele corredor.
O que trouxe isso à tona hoje, eu não sei.
Mas estou aqui agora com meu coração apertado e revivendo aquele momento repetidamente.
É essa dúvida que me corrói, que não me deixa seguir em frente. É essa sua transformação mal explicada em outra pessoa que não me deixa te esquecer. Que faz todas as lembranças voltarem, todas as lágrimas, todo o sofrimento que você me causou ficarem indo e voltando, constantemente tirando a minha paz.
Você nunca me disse o porquê.
E meu coração não consegue descansar sem saber.

Um comentário:

  1. Aaaah Ju! Coisa mais difícil é não termos as respostas que precisamos, a sensação da falta delas é quase como a falta do ar... Que elas possam vir então, trazendo de novo a luz, o amor e a paz para os nossos corações!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]