03 abril 2014

Em prantos


Rasga-me o peito em saudades
Não me vens nem em piedade
Não ouves os lamentos meus?
Choro a vagar pela cidade
A procurar os passos teus
Ficaste em mim em cada pedaço
E já não sei mais o que faço
Pra calar os prantos meus
Escrevo-te versos em frangalhos
Palavras de um triste adeus.

Um comentário:

  1. Lindo Tati!
    Entendo perfeitamente cada descrição em cada verso...
    Quem dera se o efeito das palavras de adeus que a gente escreve fosse o desejado em quem deveria ler...
    Adorei!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]