03 abril 2014

Uma prece em silêncio...



Eu vejo um monte de crianças passando a minha volta, e vejo lápides nos olhos delas.
Mais ninguém se importa, se uma criança vive ou morre...
As pessoas não conseguem tocar naquilo que seus espíritos não podem matar.

Então eu falo em silêncio: Deus, salve elas!

Daí vem alguém, e vende para aquelas crianças um monte
de “sonhos”, e todos sabem o quanto as crianças
precisam de sonhos. Mas esses “sonhos” esvaziam
as mentes das crianças e tomam seus corpos.

Então eu suplico em silêncio: Deus, salve elas!

Mais eles continuam a vender caixinhas de “sonhos”,
são sonhos brancos, são sonhos de pó, balas... Fumaça, cola...
Sonhos que esvaziam as mentes das crianças e tomam seus corpos.

Então eu já não suplico, eu penso:
Senhor, se eu fosse dona dessa terra,
declararia guerra aos falsos vendedores de sonhos...

Eu vejo um monte de crianças passando a minha volta,
e vejo lápides nos olhos delas.

-“Deus, salve elas!”...


Manueli Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]