24 junho 2014

Quase




E foi assim que a gente quase se beijou.
O tchau de sempre, no lugar de sempre, uma desviada de rosto e minha boca quase sentiu a sua.
Percebemos e evitamos, e rimos da situação.
Eu, por fora ria, mas por dentro me perguntava: "Ora, mas por que não?"
Será que alguém conseguia enxergar naquele momento, a bagunça dentro do meu coração?
Eu quase te beijei, eu quase me entreguei, eu quase me perdi...
Mas que absurdo, você é só meu amigo e por causa de um quase beijo eu QUASE me apaixonei.
Será que foi quase?
Aí já não sei...

PS: Texto de sábado atrasado e publicado hoje por problemas logísticos de internet ruim...


2 comentários:

  1. Uma "quase" confusão de sentimentos, Ju? É bem isso que eu chamo de padecer no paraíso! rs
    Adorei seu texto! Apesar de curto, ele diz tanto...
    Beijos gêmeos!

    ResponderExcluir
  2. É Malu...
    E bota confusão nisso!
    Ainda bem que não foi adiante...
    Ainda bem que foi quase...
    Bjosss

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]