15 dezembro 2014

Acreditar Novamente No Amor

Coração calejado de tanto decepcionar-se;
Ferida que estava aberta, agora está cicatrizada.

Eis que volto a sentir aquele medo de todo o clico se recomeçar;
Ciclo que agora terminou-se.

E então vem você, vem você e me faz estremecer;
Faz eu questionar-me se devo tentar novamente.

Minha razão pede para eu me segurar;
Meu coração pede para eu me entregar.

Mas quando olho em seus olhos, encontro a paz que sempre busquei;
Quando nossos lábios se encontram, sinto meu corpo reaquecer.

Meu coração frio volta a bater;
O sangue em minhas veias voltam a correr.

E é nesse momento que percebo que estou prestes a me apaixonar;
Percebo que não tem porque eu não me entregar.

Talvez eu esteja errada, mas e se eu estiver certa?
Preciso tentar, pois talvez eu venha a acertar.

Em suas mãos eu deixo minha decisão de acreditar, fielmente, no amor.

De autoria própria.

Débora Godinho.

4 comentários:

  1. A gente sempre fala que não vai acreditar e ai aparece alguém e estamos lá de novo rs...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né?! Será assim até encontrarmos a pessoa certa! E bom mesmo é viver um amor quando sentimos que essa pessoa é realmente a certa - como no meu atual namoro, que inspirou o texto! ^_^ <3

      Beijos!!

      Excluir
  2. E a vida é exatamente isso, Déh! Acreditar acima e apesar de tudo! Vc sabe o quanto estou feliz por você!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei sim florzinha! E eu estou feliz por ter ouvido seus conselhos, apesar de no começo, lá atrás, ter batido os pés tantas vezes!!

      Beijos!!

      Excluir

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]