31 janeiro 2015

Os Incomodados Que Se Mudem. Mas Peraí, a Casa é Minha!



Me irrita a falta de sossego dentro da minha própria casa. Me irritam as pessoas que tomaram conta do lugar, se fazendo presentes nas horas mais inapropriadas, ocupando cada mínimo espaço, sendo o cúmulo da inconveniência.
Você quer acordar e ouvir o canto dos pássaros, dar bom dia para o sol, olhar os lírios do campo, mas você não pode, pois tudo o que você escuta são gritos, conversas inúteis e murmúrios de brigas que não são suas.
Você põe uma música para ouvir, e tem que chegar ao ponto da quase surdez, porque não dá para escutar a música se o som não estiver no último volume (com fones de ouvido). Você tenta assistir televisão, mas não pode, pois ela está fixa em um canal que você não suporta mais assistir. E ai de você se mudar de canal.

#Sdd boa noite do Bonner


Você quer ficar sossegada no seu quarto, mas você não pode, pois a porta se abre de 5 em 5 minutos, pelas mais diversas solicitações (leia-se importunações). Você não pode conversar à noite, para não incomodar os incômodos. Mas na hora que você tenta dormir,curtir aquele soninho num domingo de manhã,  ninguém se preocupa com os decibéis que emite.
Me irrita não ter sossego, nem liberdade no local que deveria me oferecer tudo isso. Não se pode nem ler um livro, porque você não consegue se concentrar, de tanto que sua atenção é desviada pelas tormentas alheias.
Me irrita o fato de não ter para onde ir, de me sentir esmagada, encolhida e espremida, como se as paredes e o teto estivessem se movendo, tentando me espremer num cubículo onde não me cabe.



Me irrita não ter um lugar só meu, onde só entra quem eu quero, onde eu possa escutar música e assistir televisão, onde eu possa ler um livro sem ter desvios da minha atenção e onde eu possa sossegar, sem ficar me sobressaltando de tempos em tempos por causa de gritos e discussões das quais eu não faço parte e, portanto, não deveria ser obrigada a aguentar.

Viver nesse constante estado de incômodo está acabando comigo e me irrita profundamente. Será que é muito pedir um pouquinho de paz dentro do que deveria ser o MEU lar? 
Eu acho que não.

Tô mesmo. Por que? Algum problema?

Um comentário:

  1. Ju!

    Não faço ideia do que é se sentir assim dentro da nossa própria casa, mas imagino que não é pra menos tamanha irritação! O título do post, portanto, deveria ser outro, ne: os que incomodam que se mudem! :)

    Beijo grande, gêmea! Qualquer coisa, grita! ^^

    Ps: quer vir passar umas férias aqui não? Rs

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]