04 julho 2015

Pé do Ouvido




É perigoso, falar-me assim ao pé do ouvido...
Um sussurro, por mais abstrato que seja e já sobe aquele arrepio na nuca...
Aquele formigamento e o desejo de uma maior proximidade que não pode, 
que não deve se realizar...
O pensamento é alado e viaja além das fronteiras...
Ultrapassa as linhas inimagináveis, 
que o físico não poderá jamais alcançar...
O que seria de mim, se pudesses ler meus pensamentos... 
Melhor nem pensar.
Se pudesse enxergar através de meus olhos, saberias que não é de hoje que eles te perseguem; que não é de hoje que minha mente te analisa; 
que não é de hoje que meu corpo te deseja; 
que não é de hoje que minha boca chama a tua, 
como se fosse o sol desejando beijar a lua,
numa intuição de proximidade que jamais virá a ter.
Desejo proibido, despertar de uma libido que devo por bem esconder.
Não me fale desse jeito ao pé do ouvido o
u não respondo pelo que possa vir a acontecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]