28 setembro 2015

Entre mim

fonte


No nada
Caminhos se cruzam
Ao avesso

No desejo recluso
A palavra seduz
Outorga a alma

Sem lamentações
O sentir ardente corrompe o peito

Mãos se erguem

O nascer de um novo dia
comunga com a vida


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]