10 novembro 2015

Surpresa Literária

O evento já tinha terminado. Agora os participantes que antes mantinham sua atenção aos movimentos da programação agora dispersavam-se e em grupos se reuniam para trocar conversas e saborear alguns salgados, bolos, sucos e doces. 

A festa primeira já fora, mas esta era ainda melhor. porque os grupos se faziam e desfaziam fazendo assim a conversa girar. Uma ciranda poética, dando vida às palavras da vida. 

Em algum momento estive sozinha, sei lá no que pensavam meus pensamentos, lembro-me apenas que foram interrompidos por uma criança. Uma moça linda com olhos curiosos. Tocou em meus braços e me fez uma pergunta simples, que ao mesmo tempo me tirou do rumo:

-Você me ajuda a escolher um livro para ler? Disse a menina com entusiasmo. De cá, fiquei meio sem saber o que fazer. Estávamos dentro de uma biblioteca as oportunidades eram muitas, o que indicar? Mas a dúvida não era tão grande quanto a felicidade de ouvir alguém pedindo ajuda para ler. O coração pulava de alegria. 

Fomos juntas escolher alguns livros. O desejo da moça era um livro que tivesse muitas páginas. Nosso começo foi difícil, as indicações que eu fazia para uma moça de sua idade eram respondida com um alegre - Este eu já li!

Passei então para alguns mais avançados, mas não tinham as quantidades de páginas que a menina queria. Encontramos então um livro que descrevia a história de um homem com um cachorro. Interessante para um adulto, Não achei que fosse interessar alguém daquela idade. Uma adolescente ainda. Mas foi este que ela levou.

Com receio de professora, vai que ela não gosta, sugeri que levasse um outro. Não tinha muitas páginas, mas era também uma boa história. Depois não vi mais a menina e o evento transformou-se nesta história.

Vanessa Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]