09 junho 2016

Are not you the person!




Sempre me falaram sobre as voltas que o mundo dá, e penso que nunca acreditei muito nisso. Acho que nunca fui mesmo afetada diretamente por essas voltas. Mas, agora estou aqui. Não sei se estar tão perto assim de você vai dar muito certo. Não sei se estou completamente sarada, ou se meu peito está livre da dor que você me fez sentir.
Não é que eu queira te machucar, mas tem coisas que eu preciso dizer. Porque quando você sair daqui, e fechar aquela porta, vai ser como estar fechando para sempre as cortinas do tempo para a nossa história. E como eu não aguentaria continuar vivendo de suposições, já que você está aqui, eu preciso expor, mesmo que isso doa.

Primeiro, eu tenho que dizer que meu coração aguentou a mistura de sentimentos que você me fez sentir. Fomos embora um do outro, porém muitos sentimentos ficaram, e eu sinceramente pensei que não daria conta. O mundo se perdeu para mim, quando foste embora.

E eu precisei continuar, eu fingir sorrisos, eu descobri que o amor que sentia era bem maior que eu. Eu perdi noites tentando te esquecer e a única coisa que conseguia era lembrar mais e mais de você! Todos os dias eu precisava juntar os pedaços de mim, e logo depois eu os via, esparramados no chão, fosse por uma música que lembrava a gente, fosse por algo teu que ficou para trás, assim como eu fiquei. Eu pensei que morreria de saudade, e jurava que estava enlouquecendo, porque achava que estava sentindo teu cheiro, e a noite, nas raras noites que conseguia dormir depois de chorar rios, eu podia jurar, que estava no conforto de teus braços.

Mas, eu me libertei. Parei de perder meu tempo, parei de achar que aquela dor iria me consumir e consumir até não restar mais nada. Coloquei na minha cabeça, que as pessoas precisam procurar o que é melhor para elas, e que com certeza, eu não fazia parte desse contexto para você.
 Já teve a sensação do mundo ter parado? E apenas você está caminhando, todo o resto está em pause? Pois, eu vivi assim por algum tempo. Mas, precisei pegar o controle e aperta o play. Então, me desculpa, mas você não deveria ter se dado ao trabalho de ter vindo até aqui, depois de tanto tempo, para me dizer, que precisava falar que não pode viver sem mim, que sou metade de ti.

Acredite, eu também passei um bom tempo achando isso, e agora te dou o mesmo conselho que precisei seguir, você não pode querer apenas alguém que te baste, que simplesmente te complete, e sim, que te transborde. Alguém, do qual você não precise, mas que seja infinitamente bom estar ao lado e poder compartilhar a vida. E sabe, eu descobri, ainda que com o coração ferido, que essa pessoa não é você.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela sua visita!
Ficaremos muito felizes com teu comentário!

Att,
Nós, Poéticos e Literários!
nospoeticos@gmail.com

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]